Curso de direitos humanos LGBTQIA+: por que incluir advogades na luta?

Curso de direitos humanos LGBTQIA+: por que incluir advogades na luta?

junho 8, 2022 0 Por Renata Rocha

Talvez você ainda não esteja por dentro, mas estamos em guerra. Você sabia que o Brasil é o país mais LGBTfóbico do mundo? Não somos nós que afirmamos isso, são as estatísticas. Hoje, antes de falar do nosso curso de direitos humanos LGBT, temos que te contar a importância de incluir advogades nessa luta.

Ninguém ganha uma batalha sozinho! 80% das pessoas LGBTQIA+ vítimas de preconceito no Brasil abrem mão de exigir os próprios direitos, pois não encontram advogados especializados. Além disso, a maior parte desses direitos não estão previstos em lei, mas são conquistados por meio de decisões judiciais. Precisamos falar mais?

Para atuar com direitos humanos LGBT, você deve estar preparado para uma batalha diária… Contra o preconceito da sociedade, das Instituições Estatais, do Judiciário e muito mais. Não seria melhor fazer isso com o apoio dos colegas do meio jurídico? Nós acreditamos que sim.

Para fazer o nosso curso de direitos humanos LGBT na abordagem jurídica, que apresentamos aqui, não importa se você é estudante ou bacharel em Direito – ou se já é advogado, juiz, promotor, etc. Portanto, todes são bem-vindes. Confira abaixo alguns motivos para não perder essa oportunidade de se tornar especialista no assunto e compartilhe com os colegas de profissão!

 

4 motivos para não perder o nosso curso de direitos humanos LGBT

1- Ao vivo é mais gostoso

As aulas são ao vivo e interativas. Serão 15, cada uma sobre um tema de direitos LGBTQIA+. Você pode participar ativamente, fazendo comentários e perguntas em tempo real. Além disso, todas elas ficam gravadas na área de membros para assistir quantas vezes desejar durante 12 meses.

 

2- Direto ao ponto

As aulas serão curtas, com duração de 1 hora e meia, justamente porque sabemos o quanto é difícil assistir cursos à noite, depois de trabalhar o dia inteiro. Por isso, nossa cofundadora, advogada e especialista em Direito Público e Direito Homoafetivo e de Gênero, Bruna Andrade, sempre se compromete a ir direito ao ponto.

 

3- Didática é tudo!

Primeiramente, preparamos um conteúdo especial com tudo sobre as personas LGBTQIA+ e o que significa cada uma das letras, já que as demandas jurídicas são diferentes. E, ao invés de permanecermos apenas na teoria, trazemos a experiência de quem conduz processos do tipo e advoga diariamente na área.

Assim, a Dra. Bruna Andrade traz a sua experiência nos casos na prática, tudo sobre a legislação, bancos de decisões atuais dos Tribunais sobre direitos humanos LGBT e o passo a passo das coisas. Para completar, ainda temos um material de apoio e leitura complementar e modelos de peças processuais para te ajudar no dia a dia. Ouro puro! Curso completíssimo com a didática de milhões.

 

4- Tire dúvidas em tempo real

Tirar dúvidas em tempo real é um privilégio que apenas aqueles que participam ao vivo da aula normalmente possuem, certo? Errado! No nosso curso de direitos humanos LGBT, também é possível enviar as perguntas pelo e-mail de suporte disponível e assistir a gravação depois, se não puder estar presente. Entretanto, obviamente, recomendamos interagir em tempo real para um melhor aproveitamento.

 

Então está esperando o que para se tornar uma Ovelha Colorida do Direito também e contar para todo mundo? Inscreva-se aqui!

 

Além disso, precisa de mais alguma coisa relacionada aos direitos humanos LGBT? Fale conosco diretamente aqui!

 

Foto: Zackary Drucker (The Gender Spectrum Collection/Vice)