Como apoiar os direitos da comunidade sem ser lgbtfóbico? Você não precisa ser LGBTQIA+ para lutar contra a LGBTfobia; Aprenda lições e seja um aliado da causa em 2022

Como apoiar os direitos da comunidade sem ser lgbtfóbico? Você não precisa ser LGBTQIA+ para lutar contra a LGBTfobia; Aprenda lições e seja um aliado da causa em 2022

janeiro 11, 2022 0 Por Wilson
COMO APOIAR A CAUSA LGBTQIA+ EM 2022. Foto: Reprodução/Internet.

Por Wilson Maranhão, do Blog da Bicha da Justiça & LinkedIn.

A violência e a discriminação contra pessoas LGBTQIA+ no Brasil, infelizmente, é um fenômeno histórico a ser combatido por todes nós incansavelmente.  Mas, mesmo diante a este lamentável cenário, é considerável afirmar  o notório e significativo crescimento do apoio de setores da sociedade na comunhão pela militância em prol das pautas progressistas na luta pelas causas da diversidade e na defesa dos direito da comunidade LGBTQIA+. Pois, como apoiar os direitos da comunidade sem ser lgbtfóbico? Você não precisa ser LGBTQIA+ para lutar contra a LGBTfobia; Aprenda lições e seja um aliado da causa em 2022.

Bom, daí te fazemos a seguinte pergunta: como ser uma pessoa que apoia os direitos da comunidade LGBTQIA+, sem ser lgbtfóbico? E, vamos além: trazemos este artigo para que você entenda a importância de desconstruir e torna-se um importante aliado da causa da diversidade.  Ouvir seguintes falas, como: “Aceitar”, “Eu compreendo e respeito”, e entre outras, como muitos dizem por aí, não é o bastante para ser um apoiador da causa. Se você não é preconceituoso e realmente se solidariza com os outros, em especial com as pessoas LGBTQIA+, é preciso colocar em prática suas convicções, ter empatia e praticar o respeito pelo próximo.

Lutar a favor da causa LGBTQIA+ é somar forças na luta contra a violência contra pessoas desta parcela da população que, infelizmente, convivem diariamente com a insegurança nas ruas e avenidas das cidades e subúrbios de uma sociedade machista e patriarcada que ostenta a perversa condição de país mais violento do mundo para pessoas da comunidade LGBTQIA+. Apoiar a causa inclui também aprender sobre a diversidade e a pluralidade, informando e compartilhando conhecimento, ajudando a desconstruir o preconceito e combater os lgbtfóbicos. Portanto, elencamos três lições para você ser um apoiador da causa LBGBTQIA+.

Estão preparades?

Vamos lá Bichas, saquem a ideia:

Aprenda a escutar uma pessoa LGBTQIA+ e oriente as pessoas do seu ciclo social

Para entender um LGBT é preciso obter conhecimento sobre ele. Por isso, aproxime-se dele, sem ser invasivo, escute-o falar de seu dia a dia e de suas dificuldades e se informe. Depois, pratique o que aprendeu com os outros.

Apoie a causa!

Compareça a eventos como a Parada do Orgulho LGBT e exposições que discutam o tema. Outras maneiras de ajudar a causa incluem divulgar e fazer doações a associações, grupos de acolhimento e ONGs que lutam pela preservação de vidas LGBTQIA+. Além disso, seja um apoiador e parceiro da causa participando ativamente dos cursos de capacitação oferecidos pela Bicha da Justiça sobre os direitos da comunidade LGBTQIA+. Saiba mais aqui.

 

Não faça ou compactue com piadas lgbtfóbicas

Não compactue com piadas lgbtfóbicas. Por exemplo, se o amigo ou um grupo de pessoas tirar brincadeira com uma travesti que acabou de passar na rua, em vez de rir junto e compactuar da atitude, peça respeito. Argumente que são escolhas individuais de cada um. Ajude a desconstruir o machismo e o preconceito que há em você e dissemine a luta contra o ódio e a discriminação contra pessoas LGBTQIA+.

Agora que você sabe o que a gente faz, como a Bicha da Justiça pode ajudar você?