3 lugares para cobrar políticas LGBTQIA+ na sua cidade

3 lugares para cobrar políticas LGBTQIA+ na sua cidade

abril 23, 2021 0 Por Daniel Nolasco

Um dos maiores problemas que a população LGBTQIA+ enfrenta, no Brasil, é o descaso dos poderes na garantia de políticas públicas que visam garantir melhores condições de vida e de saúde para esta parcela da população. Mas, apesar de algumas pessoas não saberem, em cada município brasileiro existem lugares para cobrar políticas LGBTQIA+.

Antes de tudo, se a sua cidade não oferece alguns procedimentos básicos para a sua saúde, como cirurgias do processo transexualizador, hormonização, reprodução assistida, prevenção do HIV, etc., você pode ir em um dos lugares abaixo para buscar ajuda.

Quais são os lugares para cobrar políticas LGBTQIA+ na sua cidade:

1) Vereador

Muita gente não sabe, mas os vereadores são responsáveis por fiscalizar as atividades dos Prefeitos. Se na sua cidade estão faltando políticas de saúde para a população LGBTQIA+, o vereador pode e deve cobrar do prefeito essa prioridade;

2) Ministério Público

Você sabia que uma das principais funções do Promotor de Justiça é garantir o direito à saúde das pessoas? Agende um horário com o Promotor da saúde em seu município e relate o que está acontecendo. Ele também vai cobrar um posicionamento do poder executivo (nas cidades, o Prefeito);

Leia mais: Significado da sigla LGBTQIA+ e sua importância na sociedade

3) Defensoria Pública 

A clássica instituição de Defesa dos Direitos, acessível a todas as pessoas que não possuem condições de contratar um advogado. Você pode substituir a Defensoria pelo núcleo jurídico de uma faculdade de Direito em sua cidade.

Por fim, a gente já falou aqui, no blog da Bicha da Justiça, sobre os direitos que a população LGBTQIA+ alcançou nos últimos anos, incluindo os direitos que possuem relação direta com a saúde. Portanto, se no SUS da sua cidade está faltando alguma coisa, procure um desses 3 lugares para cobrar políticas LGBTQIA+.

Compartilhe essa informação com quem você acha que precisa saber e não deixe de cobrar! Lembre-se: não é favor, é seu direito!

Ficou com alguma dúvida? Deixe sua pergunta nos comentários e siga nosso Instagram para conhecer mais dicas sobre direitos LGBTQIA+.